euronews learning world – Crianças sem pais e com todo o futuro pela frente

pt.euronews.com Viver num orfanato é uma experiência que muitos vêm como sombria. Seja por que razão for, as crianças que vão parar aos centros de acolhimento necessitam de todos os apoios possíveis. Não é fácil substituir o papel da família, mas há alguns projetos que estão a ter resultados surpreendentes. Alguns estudos apontam que, dentro de certos limites, é melhor para uma criança ficar junto dos pais, mesmo vivendo um contexto difícil em casa. Mas, quando não é possível permanecer perto da família, as novas relações de afeto e as atividades criativas possibilitam outras dimensões. Para ter auto-estima e confiança no futuro, as crianças têm de receber apoio, amor e atenção, criando bases para se tornarem adultos saudáveis. O que acontece quando os pais não lhes podem garantir uma vida familiar? Na Rússia, concebeu-se uma rede de famílias de acolhimento que podem proporcionar um ambiente estável para o desenvolvimento das crianças. A comunidade terapêutica de Kitezh é um dos exemplos. A abordagem posta em prática é muito particular: fundiu-se o conceito de escola com o de família de acolhimento. Os professores são os pais. A comunidade resolve os problemas em conjunto. As crianças participam na construção das casas, nos trabalhos de jardinagem, ajudam na quinta. Num centro de acolhimento na Gronelândia, o cinema, o desporto ea música integram uma abordagem criativa para promover a afirmação de crianças sem pais. Os tutores do centro de Uummannaq são voluntários e
Video Rating: 5 / 5

Leave a Reply